Quando uma pessoa é dominada por uma raiva, com o tempo ela (a raiva) transforma-se em ódio. E esse ódio desenvolve crenças para se apoiar e se justificar.

respire-para-acalmar-a-raiva1

Se eu fico com raiva de uma pessoa e me deixo consumir por ela; certamente, em breve odiarei essa pessoa. E esse “meu ódio” começará a procurar razões para se justificar: “Olha só a maneira como ela fala! Aquela carinha de santa não me engana… Com certeza é uma pessoa do mal.”

Mas o mal  está mesmo é dentro de quem está consumido pelo ódio. Esse sentimento colocou-o num mundo paralelo, onde ele é a vítima, o perseguido… e o outro é o bandido.

Como a raiva é criativa e destrutiva ao mesmo tempo!!!

“Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.”  (Efésios 4: 26)

Artigo de Renato Cardoso (adaptado)
Anúncios

Deixe o seu comentário, por favor.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s